Ser Brasil

BLOG SERBRASIL

Ser Brasilitária é ter a coragem de encontrar o Fio da Meada
Quem lê o mundo e o modo como se organiza, Ouve (através de encontros e conversas) e Vê de maneira aberta e sem pré-conceitos nunca está sozinho.

Ser Brasilitária é acreditar em primeiro lugar em si, nos seus sonhos, empreender e saber que logo ali, encontrará um mundo de possibilidades. Basta ousar e lançar-se ao mundo, saindo de trás dos muros, ir para rua, conversar com todos, seguir caminhos diferentes, trilhas incomuns, sinais, rumores e acima de tudo usar a intuição do que vem a ser a sua maior vocação. Descubra-se. Dispa-se de egos e vaidades. Disponha-se a ser um “pontinho” ligando-se a um outro e formando a grande rede do conhecimento solidário.

Flavia Wass Jornalista e idealizadora do projeto Brasilitária: O Fio da Meada É Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir.

Encontre o seu!


"A linguagem não é um simples acompanhante, mas um fio profundamente tecido na trama do pensamento." Linguista Dinamarques Louis Hjelmslev

APOIOS


Ajudando a tecer

Encontre o Fio da Meada: Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir forma indivíduos que reconhecerão as suas raízes, essências e organiza futuros empreendedores do seu saber. Contamos com apoios, parcerias e patrocínio de empresas empenhadas e comprometidas com a responsabilidade social e mais: é primordial, que contenham em sua filosofia empresarial paradigmas relacionados ao bem-estar humano, a alegria, a informação, a nossa origem brasileira, um significado e, acima de tudo, valorizando o que temos de melhor no País, o ser humano!

Formando a Teia para o Entusiasmo na caminhada

O projeto Fio da Meada: Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir busca atender a formação dos futuros trabalhadores, empreendedores, criativos seres humanos, preparados para um novo mundo de oportunidades, pois segundo pesquisa realizada, isolados em instituições de ensino e preocupados com o "sucesso" individual, estão desconectados da realidade coletiva, colaborativa e solidária.


"Se pode dar somente um presente ao teu filho, que seja o entusiasmo." Bruce Barton

sábado, 5 de fevereiro de 2011

O Macaco Nú

           
Fio da Meada- Um jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir por flaviawass no Videolog.tv.

O título Macaco Nú é inspirado em Dr. Desmond Morris etologista, que  ao tratar de temas como sexo, alimentação e relacionamento, Morris analisa o comportamento humano do ponto de vista animal e mostra como o homem faz questão de negar as características hereditárias de sua própria espécie. E o quanto isso é prejudicial para a compreensão de si mesmo.

Um banho de água fria!
Adrenalina, impacto......
Somente a arte, a irreverência, o ator, o artista, o inconformado sabe causar isto nas pessoas.
Sem isto não é arte.....
A nudez somente causa o estupor quando vier acrescida de metáfora, sentimento, atitude e indignação.
Não é necessário, muitas vezes, tirar a roupa para ser irreverente, revolucionário e ousado.
Usamos "virar a mesa" e desnudar conceitos ultrapassados para chamar atenção.
Chamamos de Criatividade.
Criar Atividade!
Fazer Arte perante indignas ações...as quais somos contrários e nos manisfestamos de modo inovador.
Sem esquemas, sub-títulos, em branco, uma folha em branco, o nú.
Inconformados tiramos as máscaras, usamos metáforas e a maior delas é ficar despido, desinibido, perder a vergonha, colocar abaixo pré-conceitos, moralismos e voltar ao estado de pureza, inocência e retornar à essência. 
Religar-se ao mais alto grau da nossa potencialidade. 
Revolucionar, enaltecer, transcender, desenvolver o Ser.
Nús, sem pudores, ingênuos, gênios abertos para o saber, o apreender, receber, conhecer e satisfazer, acima de tudo.
Satisfeitos com o nosso fazer!
Desprogramar, deletar e viver a cada minuto como se recém tivessemos nascido.
Olhos descobridores e sentidos aguçados.
Como reinicializar a máquina?
Formatamos e qual a mudança de paradigma que nos estimulará a viver, desenvolver....
Suportando nossa coluna vertebral......nosso fio condutor!

Este texto faz parte do projeto Fio da Meada: Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir, desenvolvido na escola S3 Studium, em Roma pela jornalista Flavia Wasserman.