Ser Brasil

BLOG SERBRASIL

Ser Brasilitária é ter a coragem de encontrar o Fio da Meada
Quem lê o mundo e o modo como se organiza, Ouve (através de encontros e conversas) e Vê de maneira aberta e sem pré-conceitos nunca está sozinho.

Ser Brasilitária é acreditar em primeiro lugar em si, nos seus sonhos, empreender e saber que logo ali, encontrará um mundo de possibilidades. Basta ousar e lançar-se ao mundo, saindo de trás dos muros, ir para rua, conversar com todos, seguir caminhos diferentes, trilhas incomuns, sinais, rumores e acima de tudo usar a intuição do que vem a ser a sua maior vocação. Descubra-se. Dispa-se de egos e vaidades. Disponha-se a ser um “pontinho” ligando-se a um outro e formando a grande rede do conhecimento solidário.

Flavia Wass Jornalista e idealizadora do projeto Brasilitária: O Fio da Meada É Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir.

Encontre o seu!


"A linguagem não é um simples acompanhante, mas um fio profundamente tecido na trama do pensamento." Linguista Dinamarques Louis Hjelmslev

APOIOS


Ajudando a tecer

Encontre o Fio da Meada: Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir forma indivíduos que reconhecerão as suas raízes, essências e organiza futuros empreendedores do seu saber. Contamos com apoios, parcerias e patrocínio de empresas empenhadas e comprometidas com a responsabilidade social e mais: é primordial, que contenham em sua filosofia empresarial paradigmas relacionados ao bem-estar humano, a alegria, a informação, a nossa origem brasileira, um significado e, acima de tudo, valorizando o que temos de melhor no País, o ser humano!

Formando a Teia para o Entusiasmo na caminhada

O projeto Fio da Meada: Um Jeito Brasil de Ler, Ver e Ouvir busca atender a formação dos futuros trabalhadores, empreendedores, criativos seres humanos, preparados para um novo mundo de oportunidades, pois segundo pesquisa realizada, isolados em instituições de ensino e preocupados com o "sucesso" individual, estão desconectados da realidade coletiva, colaborativa e solidária.


"Se pode dar somente um presente ao teu filho, que seja o entusiasmo." Bruce Barton

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Filhos da Engrenagem




  






















Por Flavia wass


Tipico di molti genitore  è spingere o addirittura obbligare i figli ad atività di moda o di prestigio, anche quando i ragazzi non hanno particolare interesse o predisposizione per queste. Negli anni trenta era lo studio di uno strumento musicale, oggi  le possibilità e esigenze dei genitori  sono  di gran lunga di più  grazie a una società basata  sull’aparenza, sul sucesso, sulla belezza, la estetica, il consumo e con tanta velocità.

Típico por parte dos pais é empurrar ou mesmo obrigar os filhos à atividade da moda ou de prestígio, também quando estas crianças não têm particular interesse ou pré-disposição para as mesmas. Nos anos 30 era o estudo de um instrumento musical, hoje a possibilidade e exigência dos pais são, ainda maior graças a uma sociedade baseada na aparência, no sucesso, na beleza, na estética, no consumo e com tamanha velocidade.  
 Questi anche proiettano tutti i  loro sogni non concretizzati da quando erano giovani e creano una montagna di fantasia in mente.
 Il piccolo non cammina neppure che già fa il nuoto, yoga con sua madre, calcio con il padre e   si mette spesso con loro davanti al computer, con la radio e la televisione sempre accesi.

Estes também projetam todos os seus sonhos não concretizados quando jovens e criam uma montanha de fantasias em suas mentes.
O pequeno mal caminha e já deve fazer natação, yoga com sua mãe, futebol com o pai e se enfia com freqüência com estes na frente do computador, com a rádio e televisão sempre acesas.
 Un clima di non molta traquillità è normale davanti la giustificazione di un modo di vita con troppe alternative e cose da scegliere e fare.
Questa madre e padre pensano  a soddisfare gli altri e meno al piacere del loro nuovo ruolo e godere di forma piena questa nuova responsabilità.
Si mettono in ansia molto presto per sapere cosa quella nuova creatura sarà e farà da grande.

Um clima de não muita tranquilidade é normal diante a justificativa de um modo de vida com tantas alternativas e coisas a escolher e fazer.
Esta mãe e pai pensam em satisfazer os outros e menos em ter o prazer do seu novo papel e gozar de forma plena esta nova responsabilidade.
Ansiosos, antes do tempo, em saber o que aquela criatura será e fará quando crescer.
 Di preferenza diventare uno famoso: scrittore, avvocato, medico, attore, calciatore, modella.....ma deve essere qualche cosa di cui riempire la bocca  parlando “mio figlio fa” una cosa speciale e bravissima.
Vivere in mezzo alla natura o crescere saltando   sugli alberi resta nel passato.

De preferência transformar-se em um famoso: escritor, advogado, médico, ator, jogador de futebol, modelo (a), mas deve ser qualquer coisa, cujo possam encher a boca falando “meu filho faz” algo especial e grandioso.
Viver em meio a natureza ou crescer pulando em árvores ficou no passado.  
 I valori sono diventati altri e ben diversi da una educazione  che privilegiava una lettura dei classici, l´arte, l´artigianato, la musica, il teatro o il semplice dolce far niente dando spazio alla creatività.
La vita di un adolescente davero non è facile perché sa che in breve finirà.
Deve imparare a guidare, fidanzarsi per sposarsi dopo un pò e avere i suoi figli, una casa, fare il serio e essere felice per sempre come in un film di hollywood. 

Os valores se transformaram em outros e bem diferentes de uma educação que privilegiava uma leitura dos clássicos, a arte, o artesanato, a música, o teatro ou o simples “dolce far nienti” (doce fazer nada), dando espaço à criatividade.
A vida de um adolescente, com certeza não é fácil, por que sabe que em breve acabará.
Deve aprender a guiar, namorar, para casar daqui a pouco e ter os seus filhos, uma casa, fazer o sério e ser feliz para sempre como em um filme hollywoodiano.
Mai è detto ai figli di una realtà non molto bella o della esistenza di persone  che non hanno avuto la stessa fortuna di nascere in culle splendide.
Già che quelli  che si sposano con tutti  le regoli del matrimonio sono fatti giusto per mettere un tipo di figlio così adatto a un ingranaggio da non fermarsi mai.

Jamais é dito aos filhos de uma realidade não muito bonita ou da existência de pessoas, que não tiveram a mesma sorte de nascer em berço esplendido.
Já que, aqueles com o poder de se casar com todas as regras do matrimonio são feitos, justo para colocar um filho, assim moldado a uma engrenagem, a qual nunca será rompida.
Infatti non è romantico pensare a questo ma il fatto vero dei figli di una classe media non sempre risulta in essere umani coscienti.
Dovevano esserci! Sarebbe un obbligo......ma purtroppo non sono chi aiuta la società ai problemi gravi, urgenti e umanitari.

Na verdade, não é romântico pensar nisto, mas a realidade dos filhos de uma classe média pequena burguesa nem sempre resulta em seres humanos conscientes.
Deviam ser! Seria uma obrigação.......mas infelizmente não são quem ajudam a sociedade nos problemas graves, urgentes e humanitários.    

   

Nota de roda pé: Este post é a síntese da minha busca iniciada em 1999, na Itália. Um agradecimento a quem propiciou a evolução das minhas pesquisas, estudos e o projeto Fio da Meada. Em especial à escola S3 Studium-Roma, a qual me acolheu e mais ainda, gratidão a quem acreditou em minhas idéias, este grande mestre e Sociólogo Domenico De Masi. Aproveito o aniversário de 150 anos desta nação italiana, hoje unida e presto uma homenagem, com este texto em italiano. Obrigada ao meu professor da disciplina  Italiano do DLLE- ITALIANO UFSC, que fez as devidas correções, Andrea Santurbano. E a professora Silvana de Gaspari pela parceria, orientação e coordenação do Fio da Meada no DLLE- NEIITA, CCE,  UFSC .
.